Pages

22 de jul de 2010

Como É Ser Au Pair no Exterior - Dificuldades e Problemas

Cuidar do filho de uma família estrangeira, aprender inglês ou outro segundo idioma e ainda ganhar um dinheirinho. Como são os programas de au pair, a modalidade de intercâmbio de trabalho que mais cresce no Brasil atualmente:

* Avalie, com total sinceridade, se você realmente gosta de crianças, pois passará a maior parte de seu tempo com elas. Algumas crianças podem ser difíceis de conviver, especialmente no início, o que pode ainda ser agravado com a dificuldade de comunicação no idioma local.
* Defina um objetivo e mantenha o foco em seu intercâmbio, o qual não é viagem de férias. Uma viagem internacional expande horizontes, multiplica possibilidades, e é preciso muito cuidado para não se perder.
* Negocie todos os seus benefícios e obrigações antes da partida, preferencialmente por escrito. O programa AuPair prevê algumas regras flexíveis, mas seu poder de negociação será bem menor longe de casa. No exterior, não existe Procon bem como a legislação é completamente diferente da Brasieira. Desconfie se a família for evasiva ou se a proposta for boa demais para ser verdade.
* Estude o idioma do país da família anfitriã antes da partida para não virar analfabeta em terra estrangeira. Tarefas básicas como pegar ônibus ou ir ao supermercado podem se tornar assustadoras se a AuPair não domina a língua local.
* Ainda do Brasil, relate logo no início características suas que podem ser motivo de incômodo, como fumar (quase sempre não permitido) e chegar tarde em casa. Além de prevenir surpresas, você vai ganhar pontos pela sinceridade pois esconder somente trará desconforto. Pesquise sobre a região onde irá morar: a história e os hábitos dos moradores. Isso evita gafes e diminui o comum estranhamento inicial.
* Verifique quais as opções de transporte entre a moradia e onde pretende circular, especialmente para ir até o seu curso de idiomas. Em muitos locais não existe transporte público e tudo deve ser feito de carro.
* Analise com cautela e controle a ansiedade, não assinando contrato logo com a primeira família que se interessar por você. Decida apenas quando encontrar a opção mais favorável e que esteja de acordo com sua personalidade e seus objetivos.
* A AuPair deve ter consciência de que irá viajar ao exterior para trabalhar, e não embarcar em uma viagem de férias. A família anfitriã que vai recebê-la não tem obrigação de cuidar de você ou de suas coisas. É fundamental que a Au Pair se esforce para uma boa convivência.

Seguindo as orientações acima, como um manual básico, a Au Pair vai ter muito mais chances de fazer um intercâmbio de trabalho com pleno sucesso.

Fonte: http://www.intercambiocultural.com.br/au-pair/

13 de jul de 2010

Primeiras Semanas

Estou na Alemanha um pouco mais de 2 semanas,
cheguei no dia 27 de junho depois de horas de sofrimento em aeroportos e tédio dentro de aviões...
Problemas:
1 - O voo da TAP Rio-Lisboa atrasou pra lá de 1 hora
2 - Com o ítem anterior eu perdi a conexão Lisboa-Hamburg
3 - A TAP fez outro itinerário e isso incluia outra conexão.
4 - Tava mega preocupado de não passar na imigração pois meu visto tava com data de inicio em 10 de julho (fui 27 de junho) e o povo do consulado colocou a maior pilha que eu não conseguiria...(FILHOSDAPUTA)
5 - Chegando em Lisboa tive que esperar 6 horas pra pegar o outro avião, antes seria apenas 50 minutos de conexão (Ah, na imigração foi tranquilo, a mulher só olhou o contrato sem entender nada de alemão e carimbou meu passaporte)
6 - O aeroporto não tinha absolutamente nada apenas alguns cafés e eu tava com muita fome...me alimentei de coca e salgado.
7 - O voo Lisboa-Frankfurt da TAP mais uma vez atrasou o que me deixou com o cu na mão de perder a outra conexão.
8 - Pra chegar no portão de embarque tive que ficar quase pelado, tive que tirar o cinto, moedas, TUDO...e da mochila tbm, notebook, moedas, chaves...fiquei puto.
9 - Chegando em Frankfurt corri que nem um gepardo pra pegar o voo Frankfurt-Hamburg que já tava saindo e SEM ATRASO (só pra me fuder haha)entrei no avião, dessa vez da Lufhtansa, muito suado. (pelo menos não tive que passar por revista)
10 - Chego em Hamburg, finalmente e CADÊÊ MINHA MALAAAAAAAAAAA!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?
11 - Tive que pedir roupa emprestada pro Au Pair russo, CC impregnado nas roupas.
12 - Minha mala demorou 1 dia inteiro pra ser entregue, uma merda.

ok, o melhor foi chegar em Hamburg, todo cagado (cansado, despenteado, com olheiras, a cara da pobreza...) e ter uma recepção tão calorosa...
Todos estavam esperando por mim, mais ou menos umas 10 pessoas, entre minha Hostfamily (ou Gastfamilie) e amigos deles, todos com bandeirinhas da Alemanha e fazendo a maior algazarra...foi lindo! Todos muito empolgados e tentando se comunicar comigo hahahaha

Bem, na 1ª semana aqui eu tive a ajuda do outro au pair, como disse an5tes, um russo...ele foi muito gentil e me ajudou bastante, desde como fazer pancakes até como comprar o ticket do trem nas maquininhas (aqui as estações são abertas, não tem roletas, nem seguranças...vc pode entrar no trem direto, mas vc tem que ter o ticket pois vira e mexe passa uma pessoa olhando o ticket e se vc não tiver o bendito ticket... PERDEU NEGUIN! volta pro Brasil hahahaha)...
Daí ele foi embora e começou meu trabalho de verdade.
No 1º e 2º dia foi tudo normal...
No 3º dia a Gastmutter viajou e ficou fora 3 dias, daí começou mein Kampf (minha luta) hahahahaha aliás luta entre eles...os 2 brigam muito e esse é 90% do meu problema com eles, eles são até legaizinhos, mas separados...quando estão juntos só vivem arrancando rabo...No último dia foi uma loucura, o menino maior golpeou com força as costas do menor e eu tive problemas com ele pq ele é bem debochado e rebelde, chegou a me chutar, mas briguei com ele e disse que não sou irmão nem amiguinho da escola que era pra ele me respeitar e falei com a mãe dele por telefone, daí ela deu esporro nele...e depois de um tempo veio me pedir desculpas...
depois disso não tive problemas com ele pelo menos os 2 dias antes dele viajar hahaha aaaah 1 semana com ele longe...
faz 2 dias que ele foi e tá tudo numa paz...um céu!
hahahaha sem choro, sem gritos...
O menor é um anjo!
Quando eu vim pra cá, eu sabia que passaria por algumas dificuldades...
Eu vim preparado pra coisas mais difíceis que lhe dar com crianças...Vim preparado pra rejeição, pra carência, pra saudade...mas isso não tá me afetando muito (só a saudade) pois vim com o escudo levantado e posição de guerra, mas não é preciso tanto isso...Só cheguei aqui assim por que todos dizem que os alemães são frios e difíceis de lidar, mas não são difíceis e frios...é só uma questão de saber lidar com o jeito deles...
Uma coisa que me surpreendeu é que no dia do jogo da Alemanha (antes de perder) eu e a Gastfamilie fomos dar uma volta pela cidade pra comemorar, daí paramos numa pracinha que tinha um quiosque e tinham varias pessoas...
Dentre eles um carinha, o David, ele me surpreendeu...Além de falar português, ele foi super gentil, extrovertido, me convidou pra uma festa...mesmo assim eu tava com a "proteção ativada" hahaha daí fomos despedir e ele me deu um abração e falou "fica com Deus, cara"...depois disso mudei meu pré-conceito.
Não tive nenhum problema de preconceito por eu ser estrangeiro, ou ser moreno (perto deles) ou não falar alemão ainda...todos sempre me tratam super bem e sempre gentís...fiz até um amigo no trem hahaha ele me ajudou com informações e tal.
Eu tô feliz aqui, naço me arrependo nenhum pouquinho de ter deixado tudo no Brasil, esta é uma grande oportunidade na minha vida e quero aproveitar ao máximo, sem arrependimentos, sem medo de ser feliz.
E quero mais!
Até mais,
Jonas.

26 de mai de 2010

Conseguindo o visto...

Hallo, wie geht's?
Bem, como disse no último post, neste post falarei sobre os pré-requesitos para ser um Au Pair, os benefícios e a documentação necessária para dar entrada no visto.

Antes de tudo os pré-requesitos para os principais países:
=> Idade de 18 a 24 anos (alguns países o prazo é maior)
=> Segundo Grau completo
=> Gostar de crianças
=> Ter conhecimentos básicos da língua falada no país
=> Disponibilidade para ficar de 6 a 12 meses (podendo ser prolongado mais 6 meses em alguns países)
=> Não fumar
=> Estar de acordo em trabalhar 30 horas/semana

Alemanha: Mesada de no mínimo €260, para jovens de ambos os sexos entre 18 e 24 anos. Terá direito a dois dias de férias a cada mês completado no programa. Vai poder contar também com um dia de folga semanal e um dia e meio de folga mensal.
Os jovens que querem morar como Au-Pair com uma família alemã, precisam ter conhecimentos básicos da língua alemã equivalentes ao nível A1 do Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas. Estes conhecimentos da língua alemã precisam ser comprovados no ato da entrega do requerimento de visto.
Nesta ocasião, um funcionário do Consulado Geral/da Embaixada manterá uma conversa em alemão com o/a requerente para verificar se os conhecimentos de alemão são suficientes. Como alternativa, poderá ser apresentado também o certificado “Start Deutsch 1” do Instituto Goethe.

Para requerimento de um visto para trabalhar como Au-Pair na Alemanha, exige-se a apresentação dos seguintes documentos:
* Passaporte com validade mínima de um ano a partir da data de entrada na Alemanha – original e duas cópias da página com os dados pessoais
* Formulário “Requerimento para concessão de um visto nacional” (preenchido em duas vias)
* Duas fotos atuais (3,5 x 4,5 cm com fundo claro – vide folheto com instruções “fotos para passaporte”)
* Se o requerente possuir: Certificado „Start Deutsch 1“ do Instituto Goethe (com duas cópias)
Caso o requerente não tenha este certificado, será mantida uma conversa em alemão com ele no dia da entrega do requerimento de visto

França: Mesada de aproximadamente €240, é preciso ter entre 18 e 30 anos, Ensino Médio completo, ter no mínimo duas experiências de trabalho com crianças (total de 200 horas), carteira de habilitação, nível de francês intermediário/avançado.

Documentação necessária:

* Passaporte assinado e válido por um período de três meses após o último dia de sua estadia na França, além de uma fotocópia de seu passaporte.
* 2 cópias do formulários de candidatura de visto de longa permanência completo, legível, preenchido e assinado;
* 2 fotografias tamanho passaporte, uma colada em cada formulário;
* 2 cópias do Contrato Au pair da família de acolhimento, aprovado pelo Ministério do Trabalho local, em França (DDTEFP ou Direction Départementale du Travail, de l'Emploi et de la Formation Professionnelle)
* Comprovante de matrícula em um curso na França
* Carta de matrícula em uma escola de língua francesa mais uma cópia (Você deve obter seu visto de estudante enquanto em seu país de origem. O visto não pode ser emitida uma vez que o requerente se encontra em França).
* Taxa de visto
* O visto emitido é um Visto de Estudante e só é válida por três meses. Este visto permite que você insira França. Então, dentro de duas semanas após a sua chegada na França, você deve informar a prefeitura da área que você estará vivendo, para obter uma "carte de séjour etudiant".


Áustria: Mesada de €210 a €340 + um bônus de € 50 a € 80 por mês durante o programa para ajuda com os custos do curso, passagem de volta e despesas pessoais. Além de 20 dias de férias remuneradas (4 semanas) em 1 ano. Você precisa ter entre 18 e 26 anos e ter no mínimo 200 horas comprovadas de experiência com crianças.

Documentos necessários:
* Aupair Relations Announcement (Formulário AMS)
* Contrato Aupair/Família (Formulário AMS)
* Prova de estudos da língua (que estudou aqui no Brasil)
* Lista dos direitos do trabalho
* Documento que comprova que você tem um seguro médico

http://www.ams.at/ (site para pegar os formulários)

Estados Unidos: Mesada de US$195.75 por semana e mais uma modesta bolsa de estudos. Podem participar jovens de ambos os sexos com idade entre 18 e 26 anos. Precisa ter no mínimo de 100 horas de experiência com crianças (Para a Au Pair ser considerada "Under 2" - AuPair com experiência em cuidar de crianças menores de 2 anos - será exigido mínimo de 200 horas, podendo ser referências de familiares, desde que não morem na mesma casa que a Au Pair)

Documentação necessária:
Para fazer sua inscrição no programa AuPair a participante deve fornecer seu Dossiê completo constando:

* Fotocolagem;
* Matching sheet;
* Application form;
* Duas 2 referências de trabalho com crianças;
* Duas 2 referências pessoais (Personal Reference);
* Agreement form (contrato inglês);
* Termo de Acordo (contrato português);
* Uma 1 foto tamanho 5x7, sorrindo;
* Personal Health Information;
* Physicians Health Evaluation;
* Cópia da carteira de Motorista;
* Cópia do certificado de 2º grau;
* Antecedentes Criminais Original;
* Teste psicológico CCAI original

Finlândia: Mesada de no mínimo €252, ter de 17 a 30 anos, ambos os sexos.

Os documentos necessários para o requerimento são:

* Formulário OLE_AUP devidamente preenchido disponível no site www.migri.fi
* Passaporte original
* Cópias de todas as páginas usadas do passaporte
* 2 x fotos de acordo com as instruções (pdf)
* Contrato de au pair, incluindo suas tarefas, valor da ajuda de custo, horário de trabalho (incl. horários com as crianças) e outras informações como a disponibilidade de quarto, etc.
* Atestado médico recente
* Nada consta de antecedentes criminias
* Certificados de trabalhos anteriores traduzidos e legalizados
* Certificados de estudos no Brasil traduzidos e legalizados
* Seguro de saúde que cobre despesas médicas contratado pela família
* Esclarecimentos sobre o curso de finlandês ou sueco do qual o/a au pair participará, providenciado pela família
* Justificativa para escolher a Finlândia e querer estudar o finlandês/sueco
* Comprovante do pagamento da taxa de 225 euros (Tabela de emolumentos)
* Comprovante do pagamento da taxa de sedex no valor de 25 reais caso não retire o visto em Brasília
* Declaração de isenção de responsabilidade da Embaixada caso não retire o visto em Brasília, São Paulo ou Rio de Janeiro.

Holanda e Bélgica: Mesada de €300 (€450 na Bélgica) por mês + despesas com o visto. É preciso ter 20 e 25 anos, ambos os sexos. Outros pré-requisitos são: ter no mínimo duas experiências com crianças que somem 200 horas, Ensino Médio completo, nível de inglês, holandês, francês ou alemão intermediário/avançado.

A au pair deve ter os seguintes documentos e atender às seguintes condições:

* Um passaporte válido
* Seguro de saúde que cobre o au pair na Holanda
* Certidão de nascimento legalizada
* Documentos legalizados mostrando que a au pair não é responsável pelo cuidado de seus próprios familiares
* Uma declaração assinada de consciência #
* Duas fotografias tipo passaporte a cores

#Declaração de consciência:
Com esta declaração o estrangeiro indica que ele está ciente de que condições ele deve cumprir, mas também que ele está ciente de que ele terá de deixar a Holanda novamente em algum momento no futuro. O estrangeiro deve assinar a declaração de consciência. A família de au pair é anfitrião também deve assinar esta declaração.

Resumi bem um pouco de cada processo, mais detalhes consulte o site do consulado de cada país, lá há informações sobre o custo da taxa para requerimento do visto.

P.S: Em todos os países, a familia anfitriã paga o seguro saúde do Au Pair.

Por hoje é só!

Ah! A partir de agora há uma colaboração de uma amiga, também futura Au Pair, Ludmila, que também irá postar informações preciosas e experiências.

Auf wiedersehen!

24 de mai de 2010

Pensa em ser um Au Pair?

Antes de tudo,
PENSE!
Sim, você pode ficar deslumbrado com tantas vantagens,
mas se você quer ser um Au Pair saiba que não serão tudo mil maravilhas
você terá que TRABALHAR, e mais que isso...CUIDAR DE CRIANÇAS.
(aconselho a entrar em comunidades do orkut e ler depoimentos de Au Pairs que já estão em outros países, assim você terá uma outra visão das coisas e saberá se é isso mesmo que você quer encarar) 
Então, se você gosta de crianças, consegue praticar o desapego (pois é, você deixará familia, namoro, amigos, estudos, trabalho...tudo em terras tupiniquins) e está disposto a viver uma aventura em outro país...
Há dois caminhos:

1 - Agências (exemplo: http://www.ci.com.br/; http://www.worldstudy.com.br/)
Eles farão TUDO. Pegarão seus documentos, acharão familia e auxiliarão no processo da retirada do visto e da compra das passagens, porém é cobrada uma taxa ao Au Pair e à familia que irá hospedá-la que é salgada para ambos, aconselhável à pessoas que não tem saco de procurar familia, pessoas ansiosas e preguiçosas hahahaha

2 - Sites (exemplo: Great Au Pair; Au Pair World; Au Pair Kontakt)
Você precisa de paciência, sorte e um bom perfil, pesquise familias de acordo com o que você está buscando, contate elas, sente e espere alguma entrar em contato...
Esse processo é angustiante, pois é bem concorrido, familias negam, você acaba não gostando da familia após algum contato...mas se você tem perseverança irá conseguir uma ótima familia. Este processo é de graça, mas se você preferir, pode pagar e ser membro premium, facilita muito pois você tem acesso diretamente à familias, ou seja, pode mandar seu curriculum pro e-mail da Host Family (ou Gastfamilie =P)

Ah! E não deixem de entrar no site do consulado do país que deseja ir,
não são todos os países que aceitam Au Pairs brasileiros (Aqui tem a lista de países que aceitam Au Pairs, cliquem no nome do país e verifique se aceitam brasileiros), alguns tem os processos de obtenção de visto mais burocráticos que outros (como no meu caso que estou indo pra Alemanha, tive que fazer uma entrevista e provar meu nível na lingua alemã) e lá há todas as informações de documentos que você irá precisar durante o processo e também conferir qual o consulado mais próximo à você.

Homepage de alguns consulados:
Alemanha
EUA
Austria
Holanda
Canadá
França
Austrália
Belgica
Finlândia
Suíça

Próximo post, informações como: o que é requerido nos principais países e outras informações como salário, idade minima e máxima, etc...
Espero ter ajudado nesse comecinho...
Auf wiedersehen!