Pages

22 de jul de 2010

Como É Ser Au Pair no Exterior - Dificuldades e Problemas

Cuidar do filho de uma família estrangeira, aprender inglês ou outro segundo idioma e ainda ganhar um dinheirinho. Como são os programas de au pair, a modalidade de intercâmbio de trabalho que mais cresce no Brasil atualmente:

* Avalie, com total sinceridade, se você realmente gosta de crianças, pois passará a maior parte de seu tempo com elas. Algumas crianças podem ser difíceis de conviver, especialmente no início, o que pode ainda ser agravado com a dificuldade de comunicação no idioma local.
* Defina um objetivo e mantenha o foco em seu intercâmbio, o qual não é viagem de férias. Uma viagem internacional expande horizontes, multiplica possibilidades, e é preciso muito cuidado para não se perder.
* Negocie todos os seus benefícios e obrigações antes da partida, preferencialmente por escrito. O programa AuPair prevê algumas regras flexíveis, mas seu poder de negociação será bem menor longe de casa. No exterior, não existe Procon bem como a legislação é completamente diferente da Brasieira. Desconfie se a família for evasiva ou se a proposta for boa demais para ser verdade.
* Estude o idioma do país da família anfitriã antes da partida para não virar analfabeta em terra estrangeira. Tarefas básicas como pegar ônibus ou ir ao supermercado podem se tornar assustadoras se a AuPair não domina a língua local.
* Ainda do Brasil, relate logo no início características suas que podem ser motivo de incômodo, como fumar (quase sempre não permitido) e chegar tarde em casa. Além de prevenir surpresas, você vai ganhar pontos pela sinceridade pois esconder somente trará desconforto. Pesquise sobre a região onde irá morar: a história e os hábitos dos moradores. Isso evita gafes e diminui o comum estranhamento inicial.
* Verifique quais as opções de transporte entre a moradia e onde pretende circular, especialmente para ir até o seu curso de idiomas. Em muitos locais não existe transporte público e tudo deve ser feito de carro.
* Analise com cautela e controle a ansiedade, não assinando contrato logo com a primeira família que se interessar por você. Decida apenas quando encontrar a opção mais favorável e que esteja de acordo com sua personalidade e seus objetivos.
* A AuPair deve ter consciência de que irá viajar ao exterior para trabalhar, e não embarcar em uma viagem de férias. A família anfitriã que vai recebê-la não tem obrigação de cuidar de você ou de suas coisas. É fundamental que a Au Pair se esforce para uma boa convivência.

Seguindo as orientações acima, como um manual básico, a Au Pair vai ter muito mais chances de fazer um intercâmbio de trabalho com pleno sucesso.

Fonte: http://www.intercambiocultural.com.br/au-pair/

Um comentário:

  1. Eu acho uma boa opção para quem quer estudar fora do país, aprender um novo idioma é sempre bom. Também é importante observar os pontos elencados por você. Realmente é importante gostar de crianças.

    ResponderExcluir